26 de março de 2006

"Ainda há um pouco de seu gosto em minha boca
Ainda há um pouco de você amarrada à minha dúvida
Ainda é um pouco difícil de dizer o que está acontecendo..."
agora, e por algum tempo....
eu sou só silêncio.

25 de março de 2006

Você me fez chorar...
e se eu te perdoar
nunca mais vou te amar..
nem que for pra perder....
mas preciso saber.!
uma coisa é degustar uma boa comida...
outra coisa é matar a fome....

(se é que me entende...)
Minha casa é meu corpo
com suas muralhas, um templo
Mas só você pode impedir-me
Basta dizer, ao menos uma vez:
Fica, pois preciso de ti
ou se não
deixe minhas chaves quando sair.
Estamos tão perdidos, nosso corpos e almas se estranham...
Nossos corações cansados de sofrer já não querem amar
Quantos sonhos perdidos pelo orgulho
Quantos beijos por dar
Quantas palavras não ditas, olhares perdidos por não ter a quem olhar
De tanto negar o amor...acho que ele não virá....Nunca, nunca mais
Me diz o sobrenome da sua alma
A razão da sua calma
sua cólera
seu medo
e seu amor...
Me diz ...
aonde foi que rompeu?
Quem de nós que morreu?
Quem, que ocupado demais
Com problemas banais
Esqueceu de dizer adeus..

23 de março de 2006

Eu bem queria saber
o tempo da sua pressa
seu compasso, seu passo...

Eu bem queria saber
a forma da sua calma
sua poesia, sua dor, sua alma...

Saber seu momento
seu alento, seu querer...

Eu bem queria saber
como faço,
como posso,
quando chego....

Eu bem queria....você...

22 de março de 2006

Sonho infantil...

"O meu cavalo alado teve a asa quebrada
Quiz voar tão alto, e tanto e logo
Enrodilhou-se ao vento insano que pasava
Deixou-me preso a meu desatino
Vivendo de lágrimas por não mais ir
Ao encontro da minha vida
Se o vires por ai, apele ao seu coração
e insista e diga logo algo sobre minha solidão
e sobre o amor que busco com o serviço infinito de suas asas"
Júlio Fernandes

...e depois que amanhece...

....é depois que amanhece a gente constata...
que amor não mata....

....

Há em algum lugar, um lugar inabitável
Aquele lugar onde posso tudo, o inacreditável...
Há em algum espaço, um pedaço inabalável
Aquele pedaço que nos falta, onde cada passo é imutável...
Há em alguma pessoa, um sorriso impraticável
Aquele que se sorri com alma, onde qualquer som é imponderável...
Há em você, algo de imprevisível, imprescindivel, Impoluto
De onde se vê um inconfundivél olhar...
De onde vens?
A onde queres me levar?
Juro, eu posso até imprecar...Para não deixar-te nunca mais me deixar....

O meu amor....

Eis que do meu amor
restou apenas uma frase de uma canção...
da qual só me lembro dessa frase.

Eis que do meu amor
restou apenas fagulhas
do fogo que antes o iluminou

Eis que do meu amor
restaram pistas do que foi um dia...

Eis que do meu amor
o pouco que restou...é o que
ainda sou.