30 de janeiro de 2009

Você me falta...
como o ar à vida
como a loucura à saída...
como o amor à solidão.
Me perdoa amor...
pelas palavras não ditas
pelas lágrimas
pelo meu olhar.
Você me falta...
à noite
à porta
no seu jeito de me sorrir
fechando os olhos.
Você me falta...
no toque suave das pontas dos seus dedos.
E seu braço tocando o meu, no carro.
Você me falta...
nas cores do dia, e da noite
que eu só vejo ao seu lado.
Ah! Meu amor,
você me falta
em cada gesto simples
que só nós entendemos
nas frases ditas juntos
e nos sorrisos depois disso.
Vem meu amor
você sabe, eu não sei esperar.
Vem logo, depressa
que eu posso mais esperar.

19 de janeiro de 2009

Eu esperei tanto ouvir você me dizer
Tudo aquilo que ficou no nosso silêncio, por anos...
Eu sempre soube,
nunca mais seria o mesmo...
Só não sabia que ainda sentiria exatamente o mesmo nó na garganta
ao falar com você.
Escolher as palavras
E ouvir, que nada mais estará no lugar onde esteve.
Nunca.
Se eu soubesse antes,
que era você, do outro lado
eu teria te esperado.
Você nos condenou
a uma vida sem amor
E me fez escolher o caminho onde estou.
Você não pode me esperar...
e eu perdida a procurar
o único amor que senti
que sei, em outros braços não irei encontrar.