26 de outubro de 2007

Do meu jardim nasceu Juliana

Das Rosas que colhi no jardim
A mais bela trouxe-me a paz em
minha alma
Deu-me a nostalgia do olhar
E as emoções da embriaguez
Das Rosas mais lindas que vi
Você, Juliana foi à única por quem devotei meu amor,
motivou meu coração
E tranqüilizou -me com seu sorriso
Das Rosas que desenhei
Foi pelo seu olhar que me apaixonei
ressuscitou minha alegria de ser feliz
Das Rosas que amei
Foi do seu orvalho que desejei
Cativou a sede de mais amor
E me ensinou o que é viver
Das Rosas que criei
Você Juliana, foi quem dediquei todo o amor e carinho
Que sempre sonhei
Das Rosas que sonhei
você foi quem me despertou
e me fez sonhar outra vez, Juliana!
Com amor

Mamãe 24/12/92